30/06/2017

Estádio do Galo quer fugir ao modelo Copa

Meta é popularizar a MRV Arena e atingir média de público de 35 mil pessoas

Um estádio com 47 mil lugares, sendo 70% deles destinados a setores mais populares. Essa é a grande ambição da diretoria alvinegra com a construção da Arena, casa que o Atlético espera inaugurar já em 2020 graças à união de esforços entre grandes empresários e seus próprios torcedores. Uma fonte do Superesportes/Estado de Minas teve acesso ao projeto completo e detalhou informações que serão levadas à aprovação do Conselho Deliberativo em breve.

O modelo de estádio popular vislumbrado pelo Atlético é baseado na entrega de serviços à altura dos preços dos ingressos. Quem puder pagar mais caro terá uma “experiência” diferenciada, com oportunidade de circular em áreas exclusivas e mordomias no pacote. Mas o foco será permitir ao 'povão' pagar menos para ver o que interessa: o time. Isso será viável, segundo o projeto, com estruturas mais simples, como setores sem cadeiras. Moderno e ecologicamente correto, o estádio do Galo também terá seu lado ‘raiz’.
Com esse diferencial, a meta é atingir média de público de 35 mil pessoas e transformar o estádio num caldeirão temido pelos adversários. A distância do campo para as primeiras cadeiras será de apenas seis metros, a menor entre as novas arenas do país.

Para baratear custos, a ideia original de ter no estádio um shopping e um centro de convenções foi, inicialmente, abortada. Vários dos serviços prestados no entorno serão móveis, como os já conhecidos food trucks. Desses parceiros, o clube exigirá preços mais baixos para competir com o comércio clandestino que tira receitas dos clubes nas arenas.

Um dos atrativos será a localização, no Bairro Califórnia, na região Noroeste de Belo Horizonte. A área de 100 mil m2 fica próxima ao Anel Rodoviário, à BR-040, à Via Expressa e será ligada ao metrô por uma via com 1km de extensão. O projeto cita a intenção de reconduzir aos jogos o torcedor de Contagem, Betim e demais cidades da Região Metropolitana. O estacionamento previsto de 2.700 vagas poderá atingir 4 mil carros com a compra, futura, de um terreno vizinho. Essa etapa da obra está em análise.

Aliados

O Atlético conseguirá erguer sua casa própria sem investir recursos próprios. O custo total está orçado em R$ 450 milhões e será bancado, principalmente, pela MRV Engenharia, pelo Banco BMG e pela venda de cinco mil cadeiras cativas. Cada uma custará R$ 25 mil, com parcelamento em quatro anos. A receita com essa comercialização chegará a R$ 125 milhões.

A construtora dirigida pelo atleticano Rubens Menin comprou o terreno por R$ 60 milhões e vai adquirir os naming rights por R$ 40 milhões. A casa do Galo, a ser construída em 28 meses, entre 2018 e 2020, nascerá com o nome MRV Arena. A empresa ainda usará o seu know-how  na execução da obra e em negociações com fornecedores. Por conta disso, o custo por assento será o menor entre todos os estádios recém-construídos no país: R$ 10 mil.

O Banco BMG, do ex-presidente Ricardo Guimarães, será outro grande aliado no empreendimento. O clube trabalha mais parcerias para chegar ao valor total da obra.

De acordo com a proposta que será apresentada ao Conselho Deliberativo, o estádio terá preço final fechado, sem gastos extras que possam prejudicar a vida financeira do clube. Um fundo será criado especificamente para cuidar dos recursos da construção. Dessa forma, nem mesmo o presidente poderá transferir verbas para o futebol, por exemplo.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

21/11/2017

Aurora na construção

Após sofrerem com queda das vendas, inadimplência e distratos, ações das incorporadoras voltam a subir. Veja quais são as recomendações dos analistas

Saiba Mais

17/11/2017

A ENERGIA SOLAR É POR NOSSA CONTA

A construtora MRV pretende equipar todos os seus novos empreendimentos com sistemas de geração de energia solar - sem repassar os custos para o dono do imóvel. O ganho será em marketing.

Saiba Mais

13/11/2017

MRV Engenharia é eleita a empresa mais inovadora no uso de TI na indústria de engenharia e construção

Neste ano a MRV participou com o case "Meu MRV", um aplicativo pensado e desenvolvido a partir das necessidades dos clientes da MRV

Saiba Mais

10/11/2017

MRV investe R$ 800 milhões em energia solar nos prédios

O novo diretor comercial da MRV Engenharia para Minas Gerais, Bahia, Sergipe e Alagoas, Yuri Chain, explica que a energia solar é um projeto inovador que terá R$ 800 milhões de investimento da empresa nos próximos cinco anos.

Saiba Mais

09/11/2017

MRV lucra 35% mais no 3º tri com receita recorde e vê 4º tri positivo

MRV tem lucro líquido de R$ 202 milhões no 3º trimestre

Saiba Mais

03/11/2017

Órbi, novo espaço de conexão para startups, começa a funcionar em BH

Iniciativa sem fins lucrativos é resultado da parceria do Banco Inter, MRV e Localiza e oferece áreas de coworking e espaços para cursos

Saiba Mais

30/10/2017

MRV ENGENHARIA LANÇA PEDRA FUNDAMENTAL DO EMPREENDIMENTO PALMEIRA IMPERIAL, O PRIMEIRO NA REGIAO NORTE DO PAÍS

Com a presença do prefeito Carlos Amastha, empresa lançou o condomínio com 484 unidades que receberá investimentos acima de R$ 50 milhões

Saiba Mais

25/10/2017

MRV Engenharia recebe reconhecimento pela seu trabalho relacionado às mudanças climáticas

MRV Engenharia sobe sua nota no Carbon Disclosure Program com seu trabalho relacionado às mudanças climáticas.

Saiba Mais

COMPARTILHE ESSA INFORMAÇÃO COM SEUS AMIGOS, FAMILIARES E CONHECIDOS.