Nº 30 nov/dez 2014

Aconchego

Medida certa

Não é preciso abrir mão da beleza e do conforto para morar em um apê onde reina a praticidade. Nesse apartamento da MRV, os clientes contaram com o auxílio de profissionais do jeito que sempre sonharam. 

 
Camila Freitas 
 
Praticidade é a palavra de ordem para a mineira Fabiana Naiara da Silva Moura. Uma casa sem complicações, mas nem por isso pouco aconchegante, foi a principal exigência dela ao decorar o apartamento da MRV onde ela mora com o marido, Jonatas Augusto da Silva Moura, em Belo Horizonte. Com o apoio das designers de interior Gabriela Hoepers e Renata Alves Viana, o resultado saiu ainda melhor que a encomenda: funcional e sob medida, o imóvel atende as necessidades de um casal jovem, cheio de compromissos e com pouco tempo para cuidar do lar, mas oferece conforto e beleza aos moradores. “A nossa casa é a nossa cara. Ficou um lar realmente gostoso de morar e de se estar”, diz Fabiana. 
 
Aproveitamento 
 
A decisão de contar com a orientação profissional surgiu a partir de visitas que o casal fez a apartamentos decorados da construtora. “Percebemos que a melhor forma de aproveitar o espaço do imóvel seria com um projeto de decoração. Poderíamos ter copiado os decorados, mas queríamos uma casa do nosso jeito e contratamos as decoradoras”, explica a proprietária, que não se arrependeu da escolha: “O investimento vale a pena”. 
 
Além de prevenir gastos desnecessários ao corrigir erros de planejamento e execução na obra, o projeto de decoração permite ao proprietário saber exatamente o resultado final da reforma. “O mercado oferece, por exemplo, uma gama enorme de revestimentos. Se mal escolhidos, eles podem comprometer a decoração do ambiente. Com o apoio de um profissional da área é possível ser certeiro nas combinações”, afirma Gabriela, que auxilia seus clientes inclusive na hora de escolher os materiais na loja. 
 
Anfitriões 
 
Com as soluções encontradas por Gabriela e Renata, receber os amigos em casa, um dos hobbies do casal, ficou fácil, mesmo com a metragem reduzida do imóvel, de 50 m². “Eu que sempre morei em casa imaginei que sentiria falta de espaço para receber as pessoas, mas não foi o que aconteceu”, enfatiza Fabiana. 
 
A bancada de mármore branco rente ao vão que divide a cozinha da sala de estar é um bom exemplo de como o espaço foi otimizado no apartamento. Além de servir de buffet nos dias de festa, a bancada proporciona comunicação entre os dois ambientes da casa. “Ela pode servir como apoio para os convidados. Facilita o bate-papo e quem está na cozinha preparando os aperitivos não fica isolado”, diz Gabriela. A alternativa foi aplaudida não apenas pelos donos do imóvel: “Essa bancada faz um sucesso... Todo mundo adora e vários vizinhos copiaram”, revela Fabiana.
 
Mistura 
 
Na sala de estar, integrada à de jantar, chama a atenção o sistema de sonorização embutido ao gesso, que confere ares de cinema ao cômodo. “Esse foi um pedido do casal, que adora filmes”, explica Gabriela. Também por causa do sofá retrátil, a sala é o local preferido da Fabiana e do Jonatas. “É onde mais gostamos de ficar. Fechamos a cortina e temos um verdadeiro cinema”, conta a proprietária. 
 
Ainda no cômodo de estar, o branco das paredes e piso, típicos de um ambiente clean como a Fabiana desejava, foi quebrado com a aplicação de textura concreto, que imita o revestimento de cimento queimado, mas exige menos investimento. O gelo no apartamento foi suavizado também pelos recursos de iluminação, papéis de parede aplicados no quarto de casal e escritório e pelo revestimento amadeirado dos planejados. 
 
Sob medida 
 
Em todos os cômodos do apartamento lá estão eles: os móveis planejados, que são a chave de um projeto de decoração para um imóvel No escritório, a praticidade de um espaço que serve também como quarto de hóspede foi alcançada com os móveis do tamanho adequado e itens como iluminação planejada pequeno. As designers de interiores lançaram mão do recurso no painel da TV, no móvel abaixo da bancada, nos armários da cozinha, do quarto, banheiros, na mesa do computador e na lavanderia. “Quando as medidas são reduzidas, eles precisam ser muito bem pensados e permitir a circulação no ambiente”, justifica Gabriela sobre a escolha que agradou ao bolso do casal. “Hoje já existem diversas opções de materiais que ajudam a reduzir o custo do planejado e a equipará-lo com o preço de móveis vendidos em loja”, explica. 
 
Espelhos, velhos aliados para garantir amplitude aos ambientes, também foram usados. Quem chega ao apartamento logo se depara com um deles ao lado do painel da TV. O mesmo acontece com quem adentra o quarto do casal. No ambiente de descanso de Fabiana e Jonatas, as designers substituíram a porta por uma de correr, já que o casal não abriu mão de uma cama ampla, tamanho queen, que ocupou grande área do quarto. Foi esse o recurso escolhido também para separar a cozinha da lavanderia do apartamento. 

Aconchego 1

Luz para o ambiente


Galeria da matéria


Encontre aqui seu MRV

Selecione
Voltar

Copyrights MRV 2017

A Revista MRV é uma publicação bimestral da Outono Editora para a MRV Engenharia.