Contador Ambiental

  • As áreas verdes dos empreendimentos, além da revitalização de praças, passeios e jardins públicos representam uma ação significativa de sustentabilidade. Acompanhe o plantio:
  • Árvores
    plantadas:
    721.840 +
  • Acompanhe a economia de água com a intalação de descargas ecológicas nos imóveis MRV:
  • Economia de
    água deste mês:
  • Economia
    total:

    milhões
    +

Escola Nota 10

  • A MRV investe na educação de seus colaboradores inaugurando escolas em seus canteiros de obra. Veja quantas escolas já foram implantadas pelo Brasil:
  • Escolas
    inauguradas:
    144 +

Pegada Ecológica

Você contribui para um planeta melhor?

  Faça o teste

MRV Sustentável

Nossos valores e compromissos

Confira MRV Sustentável

Imóveis à Venda

Imóveis à Venda

O que é sustentabilidade?

Hoje nosso planeta mostra sinais claros que não suporta mais o ritmo de consumo que temos. Essa necessidade em aproveitar todas as riquezas disponíveis traz graves consequências para o ambiente e consequentemente para sociedade. A degradação do ambiente e a poluição da terra, água e ar, chegaram a níveis preocupantes que fazem a sociedade repensar na forma de se relacionar com o planeta. As empresas além de demonstrar o seu respeito e preocupação com as condições do ambiente, elas também visam melhorar a qualidade de vida da população em que estão inseridas ou aonde atuam.

A MRV Engenharia tem como missão concretizar o sonho da casa própria oferecendo imóveis com a melhor relação custo/benefício para o cliente. Para alcançar a excelência ao longo de 35 anos de existência a Companhia sempre esteve sintonizada com o mercado e com as melhores práticas construtivas, sociais e ambientais. Para nós, o Meio Ambiente é prioridade máxima e já começa na escolha do terreno - de forma a reduzir a movimentação de terra a preservar suas características originais. Por isso, executamos ações transparentes no atendimento às leis e normas reguladoras do Meio ambiente e entendemos que ele também é parte das responsabilidades diárias dos gestores e não um problema restrito apenas a especialistas.

Assim sempre buscamos soluções sustentáveis e ambientalmente corretas quando vamos começar um novo empreendimento. Essa temática passa pelo desenvolvimento imobiliário e alcança todas as etapas da construção, sempre buscando racionalizar o consumo de materiais e de recursos naturais. Acreditamos assim que, as pessoas escolhem se relacionar conosco, criando um ciclo virtuoso de desempenho sustentável. E como um de nossos valores, a sustentabilidade nos faz pensar com responsabilidade e ter consciência que cuidar do mundo que nos cerca é crucial para nossa própria sobrevivência.

Mas afinal o que é sustentabilidade?

Sustentabilidade é prover o melhor para as pessoas e para o ambiente tanto agora como para um futuro indefinido. Segundo o Relatório de Brundtland (1987), sustentabilidade é "suprir as necessidades da geração presente sem afetar a habilidade das gerações futuras de suprir as suas".

Porém, já em 1972, o conceito de sustentabilidade estava sendo discutido. O assunto começou na Conferência das Nações Unidas sobre o Meio Ambiente Humano (United Nations Conference on the Human Environment - UNCHE), realizada na Suécia, na cidade de Estocolmo; Sendo esta a primeira reunião internacional para discutir as atividades humanas em relação ao meio ambiente. Desta Conferência surgiu a Declaração de Estocolmo, que posteriormente se tornou um Plano de ação. A Declaração definiu condutas de preservação e melhorias do ambiente, dando destaque a necessidade de apoio financeiro e assistência técnica a comunidades e países pobres. Embora a expressão “desenvolvimento sustentável” ainda não fosse usada na época, o item 5 da declaração já abordava a necessidade de “defender e melhorar o ambiente humano para as atuais e futuras gerações”.

Em 1992 aconteceu no Rio de Janeiro a ECO-92, e a maior conquista desta Conferência, foi a união da Conferência de Estocolmo com a Comissão Brundtland, e a Agenda 21, com o objetivo na sustentabilidade global.

Dez anos depois, em 2002, a Cimeira (ou Cúpula) da Terra sobre Desenvolvimento Sustentável de Joanesburgo reafirmou os compromissos da Agenda 21, propondo a maior integração das três dimensões do desenvolvimento sustentável (social, econômica e ambiental) através de programas e políticas focadas nas questões sociais.

Para um empreendimento humano ser sustentável, tem de ter em vista quatro requisitos básicos: ser ecologicamente correto, economicamente viável, socialmente justo e culturalmente aceito. Como já dito anteriormente, a sustentabilidade abrange vários níveis de organização, desde a vizinhança local até o planeta inteiro. Assim, pensando nas gerações futuras devemos nos conscientizar da real necessidade de fazermos a nossa parte na luta para a preservação de nosso Planeta.