Relacionamento com o cliente

17/11/2017

A ENERGIA SOLAR É POR NOSSA CONTA

A construtora MRV pretende equipar todos os seus novos empreendimentos com sistemas de geração de energia solar - sem repassar os custos para o dono do imóvel. O ganho será em marketing.

A mineira MRV, maior construtora da América Latina, se impôs uma meta desafiadora: daqui a cinco anos, todos os seus nossos empreendimentos deverão ser equipadas com sistemas de geração de energias solar. Não é pouca coisa. A empresa ergue cerca de 40 000 apartamentos por ano. Com células fotovoltaicas, os prédios deverão produzir, juntos, 316 gigawatts-hora energia por ano — o consumo de uma cidade de 121 OOO habitantes. Em alguns condomínios, como o Spazio Parthenon em Construção em Contagem, na região metropolitana de Belo Horizonte, todos os apatetamentos serão abastecidos pelo sistema. Em outros, como o Spazio Solar do Parque, em Salvador, na Bahia as áreas comuns é que contarão com a energia do sol. “Pensamos nisso como um beneficio para nossos clientes, que deixarão de ter o custo da conta de luz, e será bom também para a empresa e para o meio ambiente", diz Eduardo Fischer, presidente da MRV. “Ninguém faz isso na escala que faremos. Estamos na vanguarda.”

Escala — ou melhor, a falta dela — é um dos desafios para colocar o projeto de pé. Para viabilizar os apartamentos populares que produz, a MRV costuma trabalhar com poucos fornecedores, que lhe garantem preços competitivos no material de construção. As tintas. Por exemplo, são compradas de uma marca só, a Suvinil. Os tubos e as conexões veem todos da Tigre. Mas qual é o grande fabricante de painéis fotovoltaicos no Brasil? “Ainda não existe”, diz Fischer. A MRV tem encomendado os equipamentos de pelo menos uma dezena de empresas, mas o executivo espera que isso mude futuramente — o ideal é ter apenas um ou dois fornecedores de cada produto.

O projeto exige um investimento de 800 milhões de reais, que serão absorvidos pela MRV. “O valor médio de nossos apartamentos é de 150 000 reais, e a instalação da energia solar custa 4000 reais. Não há margem para repassar no preço”, diz Fischer. O apelo comercial, no entanto, deve compensar o custo. A MRV criou um selo que classifica os empreendimentos conforme o número de ações de sustentabilidade envolvidas. Todos os prédios devem cumprir uma série de exigências, como ter um local para coleta seletiva de lixo ou medição de água individual nos apartamentos. Os que, além disso, tiverem medição de gás também individualizada recebem o selo MRV +Verde 1. A geração de energia fotovoltaica garante o selo de nível 2; e sistemas de reaproveitamento de água da chuva, o selo de nível 3. Ao apresentar um imóvel para um cliente, os selos ajudam a explicar os diferenciais — e a acelerar a venda.

Galeria de Fotos

Últimas notícias

11/07/2019

MRV é destaque no Prêmio Cliente S.A

Saiba Mais

10/07/2019

MRV convoca fãs de futebol para o Desafio 40 anos

A MRV é a maior patrocinadora do futebol privada do País

Saiba Mais

11/06/2019

ApêXonados

MRV cria quiz sobre Dia dos Namorados

Saiba Mais

07/06/2019

Plantio de mudas nativas revitaliza área no Dia Mundial do Meio Ambiente

O plantio das cem mudas de árvores é só a primeira fase de um projeto maior.

Saiba Mais

06/06/2019

Condomínios da MRV já geraram mais de 1.000.000 kWh por meio de energia fotovoltaica

Saiba Mais

31/05/2019

Estadão apresenta guia de marcas mais desejadas em 2019

Edição 2019 do Marcas Mais, elege os anunciantes que mais de se destacam em 32 categorias

Saiba Mais

08/05/2019

MRV tem lucro recorde no 1º tri, prevê resultados mais fortes no 2º

Saiba Mais

07/05/2019

As 50 empresas preferidas pelos estudantes de engenharia no Brasil

Petrobras, MRV e Google são as empresas mais citadas pelos futuros engenheiros, segundo ranking da Universum

Saiba Mais

Compartilhe essa informação com seus amigos, familiares e conhecidos.