14/09/2020

O momento das boas práticas

A sigla ESG nunca foi tão falada como agora. Proveniente das palavras Ambiental, Social e Governança (Environmental, Social and Governance, em inglês) e existente há anos, o tema tem sido preocupação constante nas corporações atentas com o futuro. Seja pelo momento de pandemia global em que os maiores problemas mundiais ficaram mais evidentes ou apenas pela mudança na forma de pensar da população, a questão é que tem sido cada vez mais cobrada das empresas, por diferentes públicos, a atuação em boas práticas nos temas de responsabilidade social, ambiental e governança.

Se essas boas práticas ainda não estão intrínsecas na cultura de uma corporação, muitos e tem feito e estudado para que isso mude mundo afora. Grande parte dessas mudanças se deve ao fato de o mercado financeiro ter cobrado das empresas que elas destinem recursos em práticas ESG para não ficarem fora das grandes carteiras de investimento.Lançamentos de fundos de investimentos focados em ESG, investidas de fundos soberanos em empresas com políticas ESG bem estruturadas, lançamento de fundo imobiliário ESG são notícias diárias nos cadernos de finanças da grande imprensa. Os grandes investidores fizeram as companhias enxergarem que a adoção dessas práticas,além de benéfica para as sociedades e para o planeta, é capaz de entregar boa performance financeira. E, como sabemos, quando existe questão financeira envolvida, o mundo corporativo faz de tudo para rapidamente se movimentar.

É sabido que o Brasil é um país que precisa, e muito, de ajuda, e essas ações de ESG, além de serem importantes para a imagem das corporações, não deixam de ser um auxílio essencial à sociedade. Seja para as questões sociais, como cuidados básicos com seus colaboradores ou com as comunidades em que a organização está inserida, com investimentos em saúde e educação, ou para as questões ambientais, de gestão das emissões de gases de efeito estufa, redução de consumo de recursos naturais, entre outros, essa ajuda empresarial faz toda a diferença para a construção de um país mais igualitário e com oportunidades para todos.

Já que as grandes corporações detêm boa parte do capital nacional, é mais que correto que um dos principais empenhos para criar um país mais justo aconteça por meio das boas práticas dessas empresas. O Brasil não é adepto à cultura de filantropia, por exemplo, o país doa apenas 0,2% do PIB – o que não está nem perto de ser suficiente dadas as circunstâncias atuais.Felizmente, o tão falado momento do ESG tem feito com que organizações que não foram constituídas sob essa visão humanística corram para se adaptar. Ações de sustentabilidade e programas permanentes de melhoria da qualidade de vida dos colaboradores e de suas famílias, bem como de todas as comunidades onde se atua, por exemplo, devem passar a fazer parte do DNA das companhias.


*Raphael Lafetá é diretor executivo de Relações Institucionais e Sustentabilidade da MRV

Fonte: Estadão

Últimas notícias

09/04/2021

Um mercado resistente ao vírus

Juros ainda baixos, boa oferta de apartamentos, fim das viagens e menores gastos com lazer direcionam recursos para a compra do imóvel novo

Saiba Mais

09/04/2021

O plano americano das empresas

Sinais de recuperação da economia, vacinação avançada, pacote trilionário do governo e resgate das políticas ambientais fazem empresas brasileiras aumentar a aposta nos Estados Unidos.

Saiba Mais

25/03/2021

O plano da MRV para ir além do popular e entregar R$ 18 bilhões em vendas

Em entrevista ao Conexão CEO, Rafael Menin, copresidente da MRV, detalha a estratégia da empresa para criar um ecossistema de diferentes modelos de habitação, os planos de expansão e as perspectivas de listagem ou busca de sócios para essas novas operações

Saiba Mais

25/03/2021

Coronavírus: casa própria ganha ainda mais importância durante a crise e vendas aumentam na MRV

Rafael Menin, CEO da construtora, fala sobre os trabalhos da empresa voltados ao 'ecossistema de moradia', as iniciativas de inovação na construção civil e conta como a pandemia traz outras demandas em um condomínio

Saiba Mais

23/03/2021

MRV: R$ 1 bilhão para a comunidade

Saiba Mais

26/02/2021

Audiência Pública Virtual - Meireles e MRV

Saiba Mais

26/02/2021

MRV lança marca para atender à classe média

O Sensia Parque Prado, em Campinas, interior de São Paulo, é o primeiro passo da construtora

Saiba Mais

05/02/2021

MRV oferece 30 mil bolsas de estudo para a área de Tecnologia da Informação

Em parceria com a Órbi Conecta, Banco Inter e Localiza os cursos online sobre linguagem de programação chegam ao total de 100 mil vagas; construtora fará uma live na próxima sexta-feira, 05/02, para lançar e explicar mais detalhes sobre o programa

Saiba Mais

Compartilhe essa informação com seus amigos, familiares e conhecidos.