14/12/2017

MRV PLANEJA INVESTIR R$ 50 BILHÕES NA CONSTRUÇÃO DE 500 MIL MORADIAS EM 10 ANOS

Empresa vislumbra sair da terceira para a segunda posição no ranking global do setor

A MRV Engenharia anunciou no ultimo dia 12 a sua meta para o ciclo de 2018 a 2028, quando pretende investir R$ 50 bilhões na construção de 500 mil moradias. A incorporadora já é a maior empresa do mercado imobiliário brasileiro e, se as projeções de crescimento se confirmarem, vislumbra sair da terceira para a segunda posição no ranking global do setor, atrás apenas da China Vanke. A incorporadora asiática produz cerca de 90 mil residências por ano.

A MRV chegou ao último trimestre com lançamentos e vendas de quase 5 mil unidades, na média mensal. "Isso significa que nosso pipeline nos permite lançar 50 mil unidades ao ano", destacou o copresidente, Rafael Menin, em entrevista à imprensa. Esse patamar equivale a um valor geral de vendas anualizado de R$ 7,5 bilhões, considerando a comercialização das moradias ao preço médio atual de R$ 150 mil.

"No longo prazo, a nossa meta é atingir 500 mil unidades. Mas o mercado imobiliário tem suas volatilidades, então podemos ter variações na produção a cada ano", explicou. A companhia já havia divulgado a meta de atingir uma produção de 60 mil unidades por ano, considerando a formação de banco de terrenos, lançamentos, vendas, repasse de clientes aos bancos e a entrega de imóveis, mas sem estabelecer um prazo para esse nível de operações.

De acordo com cálculos da empresa, os investimentos previstos para a próxima década têm potencial de agregar R$ 41 bilhões ao Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro e gerar uma arrecadação de R$ 6 bilhões em tributos diretos e indiretos, considerando a cadeia de insumos, mão de obra e serviços e demais setores que se beneficiam diretamente da atividade, como o varejo de móveis e eletrodomésticos. No caso do PIB, a estimativa é que R$ 17,5 bilhões sejam gerados apenas a partir da atividade de construção, e R$ 23,5 bilhões a partir dos setores adjacentes. E no caso dos tributos, R$ 3,6 bilhões são associados à construção, e R$ 2,4 bilhões aos demais setores.

Na avaliação de Eduardo Fischer, que divide a presidência com Menin, 90% do risco do ciclo de crescimento da MRV está concentrado na oferta de financiamentos para a compra e a construção de imóveis no País. Aqui aparecem potenciais gargalos, como a disponibilidade de recursos do FGTS e dos bancos públicos, além da manutenção da taxa básica de juros (Selic) em patamares baixos, permitindo um barateamento do crédito imobiliário. Para compensar esse risco, a incorporadora tem gerado caixa de maneira constante, há mais de 20 trimestres, gerando um colchão de liquidez considerado saudável, segundo Fischer.

O executivo acrescentou que, no campo operacional, os desafios já estão endereçados, uma vez que a empresa ampliou gradualmente o banco de terrenos e os estudos de mercado, além dos processos internos para a expansão dos novos projetos. O orçamento para o ciclo de 2018 a 2028 também prevê aportes anuais de R$ 50 milhões em tecnologia (o que abrange desde softwares de obras até administração de consumidores inadimplentes) e mais de R$ 100 milhões para atender as necessidades de infraestrutura urbana em torno dos empreendimentos, como calçadas, asfalto e creches, por exemplo. "Os riscos operacionais já foram mitigados", ressaltou Fischer.

Os executivos ainda descartam uma potencial extinção no Minha Casa Minha Vida e a ausência de políticas públicas voltadas à habitação no longo prazo. "O Brasil sempre teve algum tipo de iniciativa nessa linha. Se alguém interromper esses programadas, com o déficit habitacional enorme que existe no Brasil, estará fadado ao fracasso", avaliou Menin.

Fonte: Estadão

Últimas notícias

02/06/2021

MRV destaca mulheres que fazem pedidos de casamento

Campanha criada pela SunsetDDB fala em empoderamento feminino e apresenta promoção para Mês dos Namorados

Saiba Mais

13/05/2021

MRV tem lucro maior no 1º trimestre, mas proteção contra inflação queima caixa

MRV tem lucro maior no 1º trimestre, mas proteção contra inflação queima caixa MRV tem lucro maior no 1º trimestre, mas proteção contra inflação queima caixa

Saiba Mais

13/05/2021

MRV vende mais do que o esperado nos EUA e avalia acelerar projetos

A MRV avalia revisar para cima seus planos de crescimento nos Estados Unidos, maior mercado imobiliário do mundo. A brasileira é dona da AHS

Saiba Mais

05/05/2021

MRV reforça marca com manifesto

A empresa conta como espera e planeja o futuro, construindo inovações que reduzem o impacto ambiental e social, promovendo o acesso de todos os brasileiros a um lar digno e de qualidade

Saiba Mais

23/04/2021

MRV paga R$ 130,6 milhões em dividendos

Proventos são pagos no dia 11 de maio; dividendos são parcela de lucro das empresas distribuídas aos acionistas

Saiba Mais

23/04/2021

Abrainc: continuidade de obras do MCMV é fundamental para gerar empregos e renda

Saiba Mais

09/04/2021

Um mercado resistente ao vírus

Juros ainda baixos, boa oferta de apartamentos, fim das viagens e menores gastos com lazer direcionam recursos para a compra do imóvel novo

Saiba Mais

09/04/2021

O plano americano das empresas

Sinais de recuperação da economia, vacinação avançada, pacote trilionário do governo e resgate das políticas ambientais fazem empresas brasileiras aumentar a aposta nos Estados Unidos.

Saiba Mais

Compartilhe essa informação com seus amigos, familiares e conhecidos.