Relacionamento com o cliente

05/11/2015

Sonho da casa própria fica mais perto do brasileiro lá fora

Imigrantes brasileiros nos Estados Unidos estão na mira das construtoras.

 Imigrantes brasileiros nos Estados Unidos estão na mira das construtoras. Com o dólar perto dos R$ 4, as vendas de imóveis no Brasil para quem optou por morar fora nunca estiveram tão aquecidas. De olho neste público, as empresas criaram estratégias exclusivas, que podem ajudar a atenuar a forte queda do segmento no país, afetado pela recessão. Na avaliação de parte das empresas, esta é a melhor fase de vendas da história no mercado externo.

 
Para o imigrante, o cenário é favorável para a compra de imóveis novos ou usados: os preços recuaram em reais com a desaceleração da economia, e, em dólares, a queda chega a 40% em um ano. Além disso, com a manutenção dos juros nos EUA próximos de zero, o movimento ganha fôlego com a procura por investimentos mais rentáveis.
 
— Procuro um terreno para comprar em Florianópolis, vou aproveitar e ter meu segundo imóvel lá. Hoje, compro por US$ 80 mil o que, há dois anos, me custaria US$ 160 mil. Se não fosse esse dólar, investiria nos EUA, mas não posso perder essa oportunidade. Fiz isso em 2002, quando o dólar subiu, e comprei meu primeiro imóvel. Foi um ótimo negócio — afirmou o gaúcho Cleber Rodrigues, de 49 anos, que vive há 20 anos em Washington. — Se deixar o dinheiro aplicado aqui, não ganho nada.
Um apartamento por dia. Isso é o que a MRV quer vender a brasileiros que moram nos Estados Unidos. Atualmente, são 20 imóveis por mês para compradores do exterior. Quando o dólar estava na faixa de R$ 2, esse tipo de operação era considerada esporádica.
 
QUITAÇÃO RÁPIDA DO IMÓVEL
Presente no mercado popular, se chegar a este patamar, a construtora teria 1% de suas vendas no exterior, o que significaria algo como R$ 50 milhões a mais por ano, num momento de mercado desaquecido no Brasil.
 
Estimativas indicam que a comunidade brasileira espalhada nos EUA pode ultrapassar um milhão. E a casa própria no Brasil é tema recorrente. O mineiro Atos Romualdo Neto Batista acabou de comprar um imóvel na planta. Morador de Orlando, viu a oportunidade de pagar US$ 42 mil por um apartamento de R$ 170 mil em Belo Horizonte.
 
— Já tinha um dinheirinho guardado para a entrada e fiz um financiamento curto. Quero quitar em, no máximo, dois anos. Com 15 dias de trabalho aqui, pago a prestação — disse.
 
A compra com financiamento rápido é a marca deste cliente: ele quita rapidamente o valor devido, o que garante um bom caixa para as construtoras que fazem venda direta. A MRV, que está criando uma rede de parceiros nos EUA e estuda abrir loja em Boston, finaliza o projeto de seu primeiro empreendimento em Governador Valadares, em Minas Gerais, de onde sai parcela significativa dos imigrantes.
 
— Esperamos vender 20% dos 400 apartamentos para brasileiros fora do país — disse Rodrigo Resende, diretor da empresa.
(...) 
 
NA FOTO 
Pechincha: Cleber Rodrigues vive há 20 anos em Washington e quer comprar seu segundo imóvel em Florianópolis Foto: Henrique Gomes Batista / O Globo
 

Últimas notícias

02/10/2019

MRV CHEGA AOS 40 ANOS COM MERCADO CONSOLIDADO

Saiba Mais

01/10/2019

Capitalismo é visto por empresário como gerador de melhorias para a sociedade

Construtora investe em tecnologias que permitem reduzir os custos e o tempo de execução do projeto

Saiba Mais

01/10/2019

40 anos transformando sonhos em realidade

Saiba Mais

30/09/2019

País só terá sucesso se pacificar a política, diz controlador da MRV

Rubens Menin diz também que não dá para crescer se a classe média ficar para trás

Saiba Mais

29/09/2019

Vizinhos vão compartilhar compras no futuro próximo, diz construtor

Para um dos principais empresários do setor, internet das coisas vai mudar a forma de morar

Saiba Mais

20/09/2019

Dia da árvore: MRV plantou mais de 5,6 mil árvores no Paraná em 2019

Saiba Mais

29/08/2019

MRV contrata estudantes de engenharia para trabalhar em BH e mais 12 cidades mineiras

Inscrições para o programa de estágio da construtora podem ser feitas até do dia 15 de setembro

Saiba Mais

24/08/2019

Nova maternidade é inaugurada em Novo Hamburgo

Hospital de Novo Hamburgo realiza, em média, 250 partos por mês, obras tiveram um investimento de R$ 500 mil

Saiba Mais

Compartilhe essa informação com seus amigos, familiares e conhecidos.

<<<<<<< .mine ||||||| .r750 ======= >>>>>>> .r765