Relacionamento com o cliente

Português Inglês
07/07/2016

Companhia apoia iniciativa para produção de tijolos ecológicos

No evento também foi anunciada a pavimentação, pela MRV Engenharia, do prolongamento da Avenida Camucin, que ligará os distritos de Ouro Verde e Campo Grande.
A Prefeitura de Campinas realizou na manhã desta quinta (30 de junho), a cerimônia de assinatura do Protocolo de Intenções para o desenvolvimento do tijolo ecológico, a partir do resíduo de Estação de Tratamento de Água. O Protocolo estabelece o trabalho conjunto a ser desenvolvido pela Sociedade de Abastecimento de Água e Saneamento (Sanasa), MRV Engenharia, Instituto Adventista de Ensino (UNASP), Sindicato da Indústria da Construção Civil de Grandes Estruturas no Estado de São Paulo (Sinduscon-SP) e as secretarias municipais de Desenvolvimento Econômico, Social e de Turismo e a do Verde, Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável. 
O prefeito de Campinas, Jonas Donizette, na cerimônia de assinatura, ressaltou a importância do projeto, que tem como meta transformar o resíduo (o lodo gerado na captação da água), em um produto viável - o tijolo ecológico, dentro dos conceitos de sustentabilidade. Jonas Donizette no seu discurso fez referência às parcerias, ressaltando especificamente a MRV Engenharia, "que participa do programa para o desenvolvimento do tijolo ecológico, patrocina o time de vôlei de Campinas e como contrapartida a um empreendimento, realizará a pavimentação de uma importante avenida que ligará os distritos do Ouro Verde e Campo Grande".
Na exposição do projeto para o desenvolvimento do tijolo ecológico, a Prefeitura de Campinas informou que a Sanasa envia 6.750 toneladas por ano de lodo retirado de Estação de Tratamento de Água (ETA) para o aterro sanitário, a um custo de R$ 1,2 milhão por ano. O projeto visa transformar esse lodo em matéria-prima. O objetivo que é que esse tijolo ecológico chegue a conter até 80% desse lodo. A meta é que a produção dos tijolos se viabilize economicamente através da formação e capacitação de cooperativas na cidade de Campinas.
A MRV Engenharia, conforme explicou seu representante na assinatura desse Protocolo, o diretor de Produção, Tulio Pereira Barbosa, oferecerá a possibilidade de utilização de alguns canteiros de obras específicos e adequados para a realização de ensaios in loco. A construtora também oferecerá a possibilidade de aquisição dos produtos obtidos, desde que eles cumpram as normas técnicas de utilização.
Pavimentação da Av. Camucin - Nesse mesmo evento também foi anunciada a pavimentação de 1,2 km do prolongamento da avenida Camucin, que interligará os distritos do Ouro Verde e Campo Grande. Essa obra, afirmou o prefeito de Campinas, será realizada pela MRV Engenharia em contrapartida a um empreendimento. "Essa obra é uma das mais importantes, porque ligará dois distritos e vai proporcionar um desenvolvimento econômico ainda maior para toda essa região da cidade", acrescentou. 
A assinatura do Protocolo de Intenções e o anúncio da pavimentação foram realizados pela Prefeitura de Campinas em uma tenda instalada próxima a Avenida Camucin, no Jardim Marajó.

Link para download:


Galeria de fotos

Matérias relacionadas
A #Sustentabilidade

Email enviado com sucesso!

Compartilhe essa informação com seus amigos, familiares e conhecidos.