Notícias

Enquanto uns Choram...

19/04/2017

Porque a incorporadora MRV ganha tanto dinheiro, enquanto a maioria de seus concorrentes luta para se manter

Enquanto uns Choram...

 Um imenso clarão foi aberto nos últimos meses em Pirituba, bairro de classe média na zona norte de São Paulo. Nesse terreno, que tem 169.000 metros quadrados - tamanho equivalente a cerca de 20 campos de futebol -, vai ser construído um dos maiores empreendimentos imobiliários do país. O plano é que ele tenha 7.300 apartamentos, de 37 a 44 metros quadrados, divididos em 48 prédios, além de uma creche e uma base militar. Estima-se que 25.000 pessoas morarão ali quando as obras terminarem. Quem acompanha o momento atual do mercado imobiliário, que vive uma de suas piores crises no Brasil, pode acharque começar algo desse tamanho justamente agora não faz o menor sentido. Milhares de imóveis novinhos estão encalhados nas grandes cidades do país porque faltam interessados com condições de comprá-los. Pirituba é quase uma metáfora do que acontece no setor imobiliário brasileiro - enquanto todos pisam no freio, a incorporadora mineira MRV pisa no acelerador.

 

Fonte: Revista Exame.