Relacionamento com o cliente

30/06/2013

FGTS ajuda na entrada de um imóvel

Para utilizar o Fundo para a entrada na compra de um imóvel, é preciso ficar atento a algumas regras

Dez em cada dez pessoas sonham em comprar a casa própria. Mas, na maioria das vezes, quando decidem concretizar esse desejo, se deparam com empecilhos como a entrada exigida sobre o valor do imóvel. Nem sempre têm o montante necessário. Foi o que aconteceu com o auxiliar administrativo Gustavo Souza Melo, 29. Sem o dinheiro para dar entrada na compra de um apartamento, ele buscou uma alternativa: o FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço). Dos R$ 12 mil que tinha que pagar para a construtora, R$ 4,5 mil são do FGTS. “Se não fosse assim, não teria condições de dar entrada e teria que esperar mais um pouco para comprar o apartamento. O restante do valor da entrada parcelei em 15 vezes. Utilizar o FGTS é uma ótima alternativa para quem não tem condições de economizar todos os meses.”
 

Para utilizar o Fundo para a entrada na compra de um imóvel, é preciso ficar atento a algumas regras impostas pela Caixa Econômica Federal. Uma delas diz respeito ao local de residência do interessado. Para recorrer ao FGTS é preciso residir na cidade onde será comprado o imóvel há pelo menos um ano, período que precisa ser comprovado com contas (de energia elétrica ou água, por exemplo). É necessário comprovar ainda que trabalha na mesma cidade há, no mínimo, três anos sob regime do FGTS.

Além disso, o interessado não pode possuir outro financiamento para fins imobiliários pelo SFH (Sistema Financeiro de Habitação) e utilizar o recurso apenas para compra de imóvel para fim residencial. Outra regra é quanto ao tempo de uso do FGTS. O saque somente pode ser feito por quem tem três anos de contribuição e não usou o fundo nos últimos dois anos para a mesma finalidade. O imóvel deve estar avaliado em até R$ 500 mil na data da contratação e não ter sido adquirido anteriormente com “ajuda” do FGTS. Além disso, a residência deve estar matriculada no Cartório de Registro de Imóveis.

 

IMPEDIMENTOS

O FGTS pode ajudar a concretizar o sonho da casa própria, mas há alguns impedimentos. O fundo não pode ser usado na compra de terreno nem de imóvel comercial. O dinheiro também não é liberado para reformas, ampliações ou melhorias em geral do imóvel, assim como aquisição de moradia para familiares, dependentes ou terceiros.

 

EXPECTATIVA

Gustavo Souza Melo comprou um apartamento com dois dormitórios no condomínio Franca Garden, da MRV, e não vê a hora de estar com as chaves do imóvel em mãos. “Só vi na planta, mas sei que a construção está quase finalizada. Acredito que serei chamado em breve para fazer a vistoria”, disse ele, sem saber quando de fato receberá o apartamento. Após quitar a entrada, o auxiliar administrativo se prepara agora para pagar as parcelas do imóvel em até 30 anos.

Últimas notícias

12/11/2019

Instituto MRV lança nova marca inspirada em conceito de transformação

A Interbrand assina a criação do novo logo do Instituto MRV.

Saiba Mais

31/10/2019

MRV recebe prêmio pelo trabalho realizado em tecnologia BIM

Saiba Mais

29/10/2019

URBA, DA MRV, APRESENTA NOVA MARCA AO MERCADO

Dentro dessas transformações, o site da empresa de loteamento também se renovou, ganhando um layout ainda mais moderno e coerente com seu novo posicionamento.

Saiba Mais

21/10/2019

Em parceria com São Paulo, MRV faz ação com gandulas cadeirantes

Saiba Mais

19/10/2019

MRV lança plataforma para aluguel de apartamentos em Curitiba

Primeiro empreendimento da Luggo em Curitiba, o Luggo Ecoville fica próximo à Universidade Positivo

Saiba Mais

02/10/2019

MRV CHEGA AOS 40 ANOS COM MERCADO CONSOLIDADO

Saiba Mais

01/10/2019

Capitalismo é visto por empresário como gerador de melhorias para a sociedade

Construtora investe em tecnologias que permitem reduzir os custos e o tempo de execução do projeto

Saiba Mais

01/10/2019

40 anos transformando sonhos em realidade

Saiba Mais

Compartilhe essa informação com seus amigos, familiares e conhecidos.